The Land of Stories: O Retorno da Feiticeira


Faz um tempo já desde que terminei de ler esse livro, mas acontece que O Sangue do Olimpo tomou tanto o meu tempo que esqueci de resenhar esse livro maravilhoso!
Bem, antes de mais nada, vamos dizer que não teria lido esse livro se ele não tivesse sido escrito pelo Chris Colfer, o ator que faz a série Glee, a qual eu amo de paixão. Então, acho que se não soubesse que foi ele que escreveu, provavelmente demoraria para ler, mas felizmente quando vi a notícia de que ele iria fazer um livro, no mesmo mês em que lançou, a minha irmã - também fã de Glee - compreou o primeiro livro da saga, O Feitiço do Desejo.


Mas estamos aqui para falar do segundo livro, e tenho que admitir que apesar do primeiro livro ser muito bom, o segundo livro se superou, viu?
Bem, o segundo livro começa com um prólogo bem revelador que já nos diz quem é o vilão desse livro, e confesso que me deixou sem fôlego. Logo depois começam os mesmo capítulos narrados por uma terceira pessoa, o que nos permite ver melhor de uma certa forma as emoções dos irmãos em um só capítulo.


As coisas estão mudando muito para os dois irmãos. Alex sente cada vez mais saudades da Terra de Histórias e de sua avó que nunca mais deu notícias, e Conner descobre que tem um surpreendente talento para a escrita com base em todas as histórias que ele viveu e escreveu na escola. Mas além de tudo isso, eles descobrem outra coisa: sua mãe tem um namorado, e eles ficam mais confusos do que nunca.
Enquanto isso no Outromundo, as pessoas estão aterrorizadas com o fato de a Feiticeira estar de volta, e sim, é a mesma feiticeira que condenou Bela Adormecida a ficar dormindo por tantos anos.
Vou soltar uma coisa logo, olha, demoram umas cento e poucas páginas para eles chegarem até a Terra de Histórias de novo, mas o que acontece durante esse tempo é bem legal também.


Quando a Feiticeira sequestra a mãe dos gêmeos, eles se veem determinados a salvar a mãe, e para isso eles passam por muitas e difíceis com o propósito de construir a Varinha Prodigiosa, que tende ser a última esperança para salvar os dois mundos do ódio da vilã.


O que mais me encanta no livro são as ilustrações feitas por Brandon Dorman, tão bem feitas que me fazem suspirar quase toda vez que as vejo. Ah, e os personagens que reaparecem como João, Cachinhos Dourados, Froggy, Chapeuzinho Vermelho, e tantos outros.
E tem aqueles que apareceram no segundo como Mamãe Ganso, o terceiro porquinho, a Rainha da Neve, a Bruxa do Mar, a madrasta da Cinderela...
Enfim, amei o livro e mal posso esperar para o terceiro que não tenho ideia de quando vai ser lançado aqui no Brasil.
É isso, e tchau!

-S.C

Postagens mais visitadas deste blog

Recomendo: Goblin (도깨비)

retrospectiva

o beija-flor e a flor