Resenha: Cinderela Pop; Paula Pimenta



SINOPSE:   
Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Essa princesa pop morava com os pais em um castelo enorme de onde via toda a cidade. Todas as noites ela olhava pela janela, de onde ficava admirando a vista e sonhando... com um príncipe que ainda não conhecia.
Porém um dia, o castelo de Cintia desmoronou, e com ele tudo à sua volta. Desiludida, ela deixou de acreditar em romances e teve que reconstruir cada parte de sua vida, sem deixar o minimo espaço para o amor. Ela só não contava com um detalhe... Havia mesmo um belo príncipe em sua história. E tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira.

Gente, o que eu posso dizer sobre esse livro?
Simplesmente MARAVILHOSO! 
Tenho que dizer que só estou fazendo essa resenha agora porque realmente não tive tempo para fazê-la em outro momento, mas de qualquer forma, aqui está!

Esse livro foi o primeiro livro que eu li da Paula Pimenta, e vou te falar que a escrita dela é muito viciante, assim como a história.
É muito interessante o jeito como ela transformou a história da Cinderela para algo mais atual.
Eu li esse livro primeiro porque mês passado eu fui na noite de autógrafos na Saraiva, e conheci a Paula. Gente, ela é muito gentil, me perguntou se aquele era o primeiro livro que eu lia dela, e quando afirmei, ela me pediu para ler esse antes de Princesa Adormecida.
Fiquei confusa, mas quando cheguei em casa, peguei logo esse livro e fui ler. Mas foi só quando li Princesa Adormecida depois que fui entender porque ela me pediu isso...
Enfim, AMEI o livro!
É muito leve e acabei lendo a maior parte dele em um dia só, no outro dia o livro acabou, e eu nem acreditei no quão rápido tinha passado aquela história, mas acabou que eu fiquei mais curiosa para ler o próximo.

No começo do livro, a Cintia descobre que o colégio está proibindo qualquer acesso aos telefones para não atrapalhar os estudos, ou seja, sem Wi-Fi, sem What'sApp, sem Facebook, Twitter ou qualquer outra coisa.
Cintia fica revoltada porque o horário do intervalo era o único momento em que ela poderia falar com sua mãe que estava no Japão pelo Skype. Mas para ela poder continuar com as conversas diárias, ela tem que pedir ajuda ao pai, AKA idiota, estúpido, imbecil, burro, entre outros nomes que só irão ficar na minha cabeça.
O pai então faz um acordo com Cintia, o que inclue ela ter que ir na festa de 15 anos das suas 'irmãs'. E como ela está desesperada, ela aceita o acordo.
E é nessa festa que ela conhece o Frederico AKA Freddy Prince.
Não vou dar mais detalhes, porque não quero dar spoilers, mas vou dizer que o Freddy é um amor! Gosto muito dele, e shippo muito esse casal! Freddy e Cintia!

Vou dizer, odiei o pai da Cintia, odiei a Madrasta dela também (aquela b*tch dos infernos), aquelas 'irmãs' dela me deram nos nervos!!! Esses quatro me fizeram querer dentro do livro e dar uns tapas neles.
Ai, se isso fosse possível...
Como a mãe da Cintia está do outro lado do mundo (literalmente), não tem como Cintia escapar das garras da madrasta estúpida, olha, só de lembrar daquela personagem já me dá raiva!!!
Acho que é isso então!
Não vou falar mais porque senão estragaria tudo que eu espero que vocês queiram ler!
BEIJO!

-S.C

Postagens mais visitadas deste blog

Recomendo: EXO - Universe - Winter Special Album

Recomendo: Goblin (도깨비)

o beija-flor e a flor